sexta-feira, 27 de abril de 2012

Escravidão e servidão


O trabalho sempre foi visto como algo difícil de se realizar, algo penoso de se fazer. Sabendo disso, nas sociedades grega e romana, para suprir as necessidades da população, recorriam ao trabalho escravo. Os senhores não tinham nenhuma obrigação, a não ser tratar do bem-estar do povo, bem como discutir os assuntos da cidade. Aqueles que possuíam tempo livre, podiam se dedicar a demais atividades como a arte, a filosofia, religião dentre outras.

Existiam outros trabalhadores como os camponeses e os artesãos que embora sejam livres, eram explorados e oprimidos. Os servos eram vistos como parte integrante da sociedade, faziam parte de uma classe social, diferente dos escravos que eram vistos como mercadoria.

Além de cuidar das terras, os servos tinha obrigações como a corvéia, que consistia na construção de pontes e manutenção de estradas. A talha também era cobrada, se tratava de uma taxa sobre tudo o que era produzido.  Já as banalidades eram cobradas pelo uso de moinhos, forno e até mesmo por ocuparem as aldeias.

Outras atividades merecem destaque como o artesanato e atividades comerciais na qual esta que era mal vista pela igreja.

Nenhum comentário:

Postar um comentário